Círio de Nossa Senhora do Carmo leva multidão as ruas de Parintins

julho 07 10:33 2016 Imprimir Este artigo

 

Parintins (AM) – Uma semana e meia depois da maior manifestação cultural do norte do Brasil, o Festival Folclórico de Parintins, as atenções se voltam para a devoção a Maria, mãe de Jesus, Nossa Senhora do Carmo padroeira da Diocese de Parintins. Com o tema: “Em Maria se revela o rosto da misericórdia” e o lema: “Família a casa da misericórdia” o círio que deu início ao evento religioso saiu da igreja de São José Operário e seguiu até a Catedral onde ocorreu a santa missa que encerrou agora a pouco.

image2

O pregador do novenário será o carmelita vindo do Ceará Frei Leandro, que não conhecia a cidade. “O papa Francisco nos deu a graça de celebrar um jubileu extraordinário da misericórdia e durante os dias de pregação iremos refletir sobre as obras da misericórdia, corporal e espiritual. Uma grande catequese, exortação para que o nosso povo possa voltar a sua vida, coração, oração e seus gestos para a grande misericórdia de Deus para com o seu próximo”, anunciou o religioso que estava acompanhado do pároco Padre Rui Canto.

Círio

A caminha de fé seguiu pela Nações Unidas, Senador Álvaro Maia, conhecida pelos devotos como a avenida da Fé recebendo ornamentos especiais para a passagem dos devotos e do andor com a padroeira, depois tomou conta da principal rua da cidade, a Avenida Amazonas seguindo até a Catedral.

Ao longo do percurso pés no chão, objetos sendo carregados, famílias emocionadas e casas decoradas com temas que remetem ao ano da misericórdia e com crianças vestidas de Nossa Senhora. Dona Nazaré moradora do bairro São José ornamentou toda a sua residência com imagens de Maria. “Sempre ornamentamos a casa. Não foram milagres que me levaram a acompanhar, mas minha devoção é muito grande”, disse ela.

Após o círio o Bispo Dom Giuliano Frigenni celebrou a missa com clero diocesano/ Fotos: Riso Alencar

Após o círio o Bispo Dom Giuliano Frigenni celebrou a missa com clero diocesano/ Fotos: Riso Alencar

A jovem Alcineide integra o ministério de intercessão da Catedral. Ela é devota da padroeira desde os 12 anos de idade, mas a maior manifestação de Maria em sua vida foi quando o filho estava internado em um dos hospitais de Manaus. “Senti a presença no momento em que eu estava no 28 de agosto (hospital em Manaus) e meu filho numa cirurgia.  Eu pedi pra ela que intercedesse ao pés de Jesus pelo meu filho pra que ficasse curado. Ele ficou curado desde então participo de todas as manifestações em homenagem a ela”, disse.

O vendedor Eduardo também assegurou que part

icipa todos os anos das homenagens a padroeira da diocese, que abrange ainda os municípios de Barreirinha, Nhamundá, Boa Vista do Ramos e Maués. “Ela é tudo de bom”, resumiu o comerciante.  Aos 72 anos seu Dedé há quase seis décadas acompanha o círio. Já dona Raimunda esteve para agradecer as graças por sua saúde.

O padre Rui Canto não soube precisar o número de pessoas que devem passar pela Catedral até o último dia da festa. Ele reforçou o convite para que a comunidade viva intensamente os dias do novenário. A festa de Nossa Senhora do Carmo começa neste dia 6 de julho e segue até o dia 16.

 

Fonte: parintins24hs.com.br

Comente via Facebook

escreva um comentário

0 comentário

Ainda não há comentários!

Você pode ser o único a iniciar uma conversa.

Adicione um Comentário