Liturgia Diária: 5ª-feira da 14ª Semana Tempo Comum

julho 07 10:26 2016 Imprimir Este artigo

5ª-feira da 14ª Semana Tempo Comum

Cor: Verde

1ª Leitura – Os 11,1-4.8c-9

Meu coração comove-se no íntimo.
Leitura da Profecia de Oséias 11,1-4.8c-9 Assim fala o Senhor:
1 ‘Quando Israel era criança, eu já o amava,
e desde o Egito chamei meu filho.
2 Quanto mais eu os chamava
tanto mais eles se afastavam de mim;
imolavam aos Baals
e sacrificavam aos ídolos.
3 Ensinei Efraim a dar os primeiros passos,
tomei-o em meus braços,
mas eles não reconheceram que eu cuidava deles.
4 Eu os atraía com laços de humanidade,
com laços de amor;
era para eles como quem leva uma criança ao colo,
e rebaixava-me a dar-lhes de comer.
8c Meu coração comove-se no íntimo
e arde de compaixão.
9 Não darei largas à minha ira,
não voltarei a destruir Efraim,
eu sou Deus,
e não homem;
o santo no meio de vós,
e não me servirei do terror.
Palavra do Senhor.

Salmo – Sl 79,2ac.3b. 15-16

  1. Sobre nós iluminai a vossa face
    e, entóo, seremos salvos, ó Senhor!
    2a Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos. *
    2c Vós, que sobre os querubins vos assentais, +
    b3 despertai vosso poder, ó nosso Deus, *
    e vinde logo nos trazer a salvação! R.

    15 Voltai-vos para nós, Deus do universo! +
    Olhai dos altos céus e observai. *
    Visitai a vossa vinha e protegei-a!
    16 Foi a vossa mão direita que a plantou; *
    protegei-a, e ao rebento que firmastes! R

Evangelho – Mt 10,7-15

De graça recebestes, de graça deveis dar! + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 10,7-15 Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
7 Em vosso caminho, anunciai:
‘O Reino dos Céus está próximo’.
8 Curai os doentes, ressuscitai os mortos,
purificai os leprosos, expulsai os demônios.
De graça recebestes, de graça deveis dar!
9 Não leveis ouro, nem prata, nem dinheiro nos vossos cintos;
10 nem sacola para o caminho,
nem duas túnicas, nem sandálias, nem bastão,
porque o operário tem direito ao seu sustento.
11 Em qualquer cidade ou povoado onde entrardes,
informai-vos para saber quem ali seja digno.
Hospedai-vos com ele até a vossa partida.
12 Ao entrardes numa casa, saudai-a.
13 Se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz;
se ela não for digna, volte para vós a vossa paz.
l4 Se alguém não vos receber, nem escutar vossa palavra,
saí daquela casa ou daquela cidade,
e sacudi a poeira dos vossos pés.
15 Em verdade vos digo, as cidades de Sodoma e Gomorra
serão tratadas com menos dureza do que aquela cidade,
no dia do juízo.
Palavra da Salvação.

Reflexão – Mt 10, 7-15

A vida de quem é discípulo de Jesus consiste em fazer as obras do reino de Deus para manifestar a sua presença no meio dos homens. É deixar de lado as suas próprias obras para que, como enviado por Jesus, realize as obras de Deus. Para que isso seja possível, o discípulo de Jesus não deve colocar a sua confiança nos bens materiais, mas em Deus, que tudo proverá para que a sua obra seja coroada de êxito. Com essa confiança em Deus, o discípulo de Jesus deve procurar estar atento a tudo o que acontece ao seu redor, para que não perca nenhuma chance de fazer o bem aos que necessitam dele e possa ser, também, um promotor da paz.

Fonte: CNBB

Comente via Facebook

escreva um comentário

0 comentário

Ainda não há comentários!

Você pode ser o único a iniciar uma conversa.

Adicione um Comentário